Câimbras: Como evitar na prática de esportes

Na prática de esportes, algo que ocorre com certa frequência é a câimbra, provocando dor e, muitas vezes, prejudicando o desempenho dos atletas.

caimbra no esporte

Ao praticar algum esporte ou atividade física quase todos os atletas já sentiram, pelo menos uma vez, as famosas e doloridas câimbras. Vamos ajudar a entender o que causa câimbra, o que é bom fazer, como evitar e como aliviar câimbras.

Para dar seguimento à leitura, precisamos esclarecer o que são as dolorosas câimbras. Quando o músculo estira, ou seja, repuxa, num tipo de espasmo, a dor parece que arrebenta e paralisa. No caso dos esportistas e atletas, isso pode prejudicar o seu desempenho - e esse nunca é o objetivo.

Geralmente, a contração acontece na panturrilha (apesar de que pode ocorrer em outros grupos musculares, tais como o dos pés, mãos e braços) e, então, o que causa câimbra nas pernas, segundo os cientistas, podem ser os seguintes motivos:

  • Falta de condicionamento físico;
  • Alimentação inadequada;
  • Atividade realizada além da capacidade do atleta;
  • Desidratação.

É possível aprofundar nos tópicos elencados acima, para explicar com maior exatidão como as câimbras acontecem. Em outras palavras, é preciso ir além e entender os porquês, ou seja, porque a falta de condicionamento, a alimentação inadequada e a atividade realizada além da capacidade geram a dor.

Quando o corpo está mal alimentado ou é exposto a condições extremas, a musculatura perde muitos sais minerais e acumula muito ácido lático, não possuindo tempo hábil para recuperar e, de certa forma, respirar. É como se o músculo fosse apertado até que não tenha mais para onde ir.

Os sais minerais essenciais para a contração e relaxamento musculares, em condições normais, é reposta de maneira mais tranquila. Contudo, quando estamos falando de atletas e esportistas, que trabalham mais sua musculatura e, portanto, precisam repor com mais rapidez e eficiência desses componentes, a atenção deve ser redobrada.

Quais são os sais minerais essenciais para o bom funcionamento muscular?

  • Potássio: precisa do magnésio para entrar nas células e é responsável pelo relaxamento muscular, hidratação das células e regulação neuromusculares;
  • Cálcio: contração muscular;
  • Magnésio: relaxamento muscular.

Pode-se dizer que o clichê de que o corpo humano é uma máquina fica bem claro aqui: cada componente faz seu trabalho, isoladamente, para que o todo esteja em perfeito funcionamento.

Já o ácido lático é como se fosse o produto, ou seja, uma espécie de resíduo que fica no músculo, quando ele trabalha demais, através dos sais minerais. Em outras palavras, para conseguir desempenhar a função muscular, o músculo obtém energia dos sais minerais e devolve ácido lático, como se fosse o lixo desta produção.

Acontece que o acúmulo de ácido lático faz com que o músculo fique, de certa forma, entupido: já não há mais sais para funcionar normalmente e há muito ácido lático, sem que ele possa respirar e retomar os trabalhos.

Por isso a importância de fornecer sempre elementos para a saúde geral do organismo, sempre, e não apenas em função de atividades. Claro que cada atleta tem uma necessidade específica, de acordo com o gasto e atividade praticadas. Assim, é de fundamental importância consultar um nutricionista para adequar as quantidades e manter a saúde em dia.

Como evitar câimbras

Através da alimentação, sem dúvidas. O combustível do corpo humano é a comida e, quanto mais - de verdade - variada e saudável ela for, maiores as quantidades de nutrientes ingeridas.

Para tal, vamos à lista de alimentos ricos em cada um dos sais minerais citados acima:

  • POTÁSSIO: banana, semente de girassol, amêndoa, aveia, batata e uva passa;
  • CÁLCIO: repolho, semente de girassol, avelã, amêndoas e alimentos de origem da soja;
  • MAGNÉSIO: farelo de trigo, amendoim, aveia, uva, castanha do Pará, semente de abóbora, amêndoas e beterraba.

boa alimentação é a chave

Além disso, é importante beber muita água, para hidratar o corpo (e, como o nome diz, a água mineral também já é uma fonte de minerais). Verduras escuras também são excelentes fontes de minerais importantes e variados. Acrescentá-las na alimentação trará benefícios além do combate às contraturas musculares provocadoras dos espasmos de câimbra.

Existe uma solução milagrosa

A boa alimentação é a chave. Saber os limites do corpo também é essencial e, para tal, os atletas podem sempre ir em busca de profissionais que os auxiliem, de acordo com as próprias necessidades. É importante consumir sempre um pouco de cada alimento, não restringindo as dietas e nem exagerando em algum alimento ou outro. Estar consciente disso já é um passo importante.

Material enviado com sucesso!

Em alguns instantes você vai receber os materiais na caixa de entrada do seu e-mail. Caso não receba, lembre-se de conferir o SPAM ou Lixo eletrônico.

O que você achou do post?

0 Respostas

Deixe seu comentário