O que é a Glucosamina e para que serve?

É comum atletas recorrerem a suplementos que possam ajudar a recuperar lesões. Por isso, conheça a glucosamina e a possibilidade de seus benefícios para o nosso organismo.

Glucosamina para que serve

A glucosamina, cientificamente falando, é um monossacarídeo produzido naturalmente pelo nosso organismo e, em resumo, é um dos compostos responsáveis pela manutenção do nosso corpo.

Essa substância está presente na cartilagem e no líquido sinovial das articulações, colaborando para mantê-los saudáveis.

Além do ser humano, ela é encontrada também em mariscos, lagostas e outros tipos de artrópodes e insetos, sendo o principal responsável pelo desenvolvimento das conchas desses animais.

Como suplemento, é comumente produzida a partir destes exoesqueletos e a sua forma mais comum de ser encontrada é o sulfato de glucosamina.

Apesar de ser vendida facilmente e de encontrarmos na internet milhares de relatos de pessoas que usaram o suplemento diariamente e sentem melhoras, é importante destacar que, mesmo com muitos estudos voltados para a substância, ela ainda não possui ação comprovada, o que faz a American Academy of Orthopaedic Surgeons (AAOS) não recomendar o seu uso.

De qualquer maneira, vamos conhecer melhor essa substância?

Afinal, para que serve a glucosamina?

A substância glucosamina serve para proteger as articulações, impedindo com que elas deteriorem. Segundo alguns estudos, também foi possível perceber grande redução em dor articular quando combinada com condroitina, que tem ação similar à da glucosamina.

A glucosamina está presente em muitos ensaios médicos e neles é possível confirmar que o uso do suplemento pode impedir o estreitamento do espaço articular, criado nos joelhos de pacientes que sofrem de artrose nessa região do corpo.

A artrose, além de ter o envelhecimento como causa, também se desenvolve em atletas que fazem muito uso da articulação, por exemplo, nos corredores. Ao longo do tempo, a glucosamina reduz esse tipo de lesão.

Quando tomar

Para saber se você pode ou precisa, qual a recomendação da dose ideal para você, bem como sobre o melhor horário para tomar condroitina e glucosamina, consulte um ortopedista ou nutrólogo.

Seria irresponsável a automedicação, não é mesmo? De toda forma, se você sente alguns dos sintomas relatados acima, é importante buscar ajuda médica o quanto antes, seja o tratamento recomendado a glucosamina ou outros.

De qualquer maneira, o que se sabe é que para os casos de artrose, artrite reumatóide e qualquer desgaste de cartilagem ocorrido por prática esportiva, geralmente o recomendado é tomar diariamente 1500 mg, distribuídos em pequenas doses, durante o decorrer do dia ou dose única pela manhã.

Mas, relembre-se: nada se automedicar, pois todo medicamento, mesmo que seja em forma de suplementação, possui efeitos colaterais e contraindicações, os quais listamos a seguir.

Lista de benefícios da glucosamina

Confira outros benefícios que o uso da glucosamina pode trazer:

  • mantém a quantidade suficiente de líquido sinovial nas articulações;
  • protege as articulações, reduzindo o risco de lesões nas cabeças dos ossos;
  • previne os distúrbios reumáticos/artríticos;
  • pode ser usada para amenizar as dores causadas pelas artrites ou artroses e problemas semelhantes que afetam as articulações e ossos em geral; e
  • ajuda o corpo a reconstruir e reparar os tecidos conjuntivos.

Possíveis efeitos colaterais da glucosamina

A substância pode gerar alguns efeitos colaterais, tais como:

  • gases;
  • gastrite;
  • diarréia gástrica;
  • prisão de ventre; e
  • reações alérgicas, que podem ser severas, como você conhecerá no próximo tópico.

É importante conhecer o seu organismo e saber se ele está apto a receber o suplemento e as suas composições.

De novo: não tome nenhum medicamento ou suplemento sem a recomendação de um especialista.

Contraindicações da glucosamina

A glucosamina não é recomendada para:

  • diabéticos;
  • mulheres grávidas e durante a amamentação; e
  • não pode ser utilizada por crianças e alérgicos à crustáceos, fenilcetonúricos e intolerância à frutose.

Portanto, atente-se às suas condições e lembre-se de buscar ajuda profissional, caso sinta alguns dos sintomas aos quais a glucosamina promete melhoria.

É importante avaliar seu histórico de saúde antes de tomar qualquer medicação, pois saúde é coisa séria.

Material enviado com sucesso!

Em alguns instantes você vai receber os materiais na caixa de entrada do seu e-mail. Caso não receba, lembre-se de conferir o SPAM ou Lixo eletrônico.

O que você achou do post?

0 Respostas

Deixe seu comentário