Todas as regras do voleibol para você conhecer

Neste artigo, você encontra todas as regras do voleibol jogado em quadra e, de quebra, conhece curiosidades muito bacanas sobre o esporte. Leia agora!

Regras do voleibol

Atenção para as seguintes regras do voleibol! Um jogo sempre tem cinco sets, nenhum deles com tempo predefinido e todos indo até 25 pontos, exceto o último, que vai a 15. O set empatou? Os times continuam na partida até um deles vencer por uma diferença de dois pontos.

Quando a equipe do lado esquerdo da quadra sacar, a bola precisa passar a rede e ir parar do lado direito da quadra. Se a equipe desse outro lado conseguir receber a bola sem deixá-la tocar no chão, os jogadores podem dar, no máximo, três toques para passá-la de volta ao time que sacou.

Ganha quem vencer três sets logo de cara. Uma disputa empatada em dois sets a dois terá o quinto set – aquele que vai só até 15 pontos – como desempate.

Disso tudo você já sabia?

Para além dessas regras básicas do voleibol, existem também normas mais técnicas que atletas amadores e profissionais e mesmo quem faz gestão de competições precisam conhecer se quiserem ver a modalidade colocada em prática de forma justa. Todas elas estão listadas neste guia prático. Boa leitura!

Quais são as regras do voleibol?

Especificamente quando disputado em quadra, o voleibol conta com seis jogadores ou jogadoras titulares e outros(as) seis na reserva. Em equipes profissionais, existe também um sétimo jogador, que atua só na defesa: o líbero.

O jogo começa no saque e envolve recepção, levantamento, ataque e bloqueio. Apesar de cada time não ficar congelado em uma posição durante toda a partida, o papel de todos os jogadores precisa ficar bem definido.

Posicionamento dos jogadores de voleibol

Um time de vôlei é composto por especialistas!

  • Levantador: trabalha preparando as jogadas de ataque ou, como o nome já diz, levantando a bola para que os outros colegas ataquem.
  • Líbero: defende os ataques e passa a bola, na maioria das vezes, para o levantador.
  • Pontas direita e esquerda: geralmente, são os jogadores que mais pulam – para atacar pelas laterais da quadra.
  • Meio de rede ou central: costuma ser o jogador mais alto e atua bastante no bloqueio.
  • Oposto: outro atacante, que fica do lado oposto ao do levantador.

Além dos jogadores, fazem parte da equipe um técnico ou treinador, até dois assistentes técnicos, um fisioterapeuta e um médico. Eles só não fazem jogadas (pelo menos não dentro de campo!).

Jogadas mais comuns

Agora, compreenda os movimentos mais comuns de quem está envolvido numa partida de voleibol.

  • Saque: o jogador vai até a chamada “zona de saque”, no fundo da quadra, e arremessa a bola com o objetivo de fazê-la passar para o outro lado. Esse arremesso costuma acontecer por cima, por baixo ou no formato conhecido como “viagem”.
  • Recepção: acontece quando os jogadores de um lado da quadra recebem a bola vinda do outro time.
  • Levantamento: é o ato de levantar a bola para que os atacantes, com um outro toque, tentem passá-la para o outro lado da rede.
  • Passe: configura um toque na bola com o objetivo de passá-la para outro jogador do mesmo time, sem que esse jogador vá, necessariamente, atacar.
  • Ataque: aquela jogada forte e precisa, feita na tentativa de pontuar.
  • Bloqueio: movimento executado com os braços levantados e o corpo bem perto da rede (mas sem encostar nela!) na tentativa de impedir o ponto da equipe adversária.

Principais diferentes tipos saques voleibol cima baixo viagem

Do total de seis atletas jogando ao mesmo tempo, três se posicionam próximos da rede e os outros três mais atrás. E vale repetir: quando existe o líbero, ele tem uma posição exclusivamente defensiva.

As posições dos jogadores são fixas, mas a pessoa que ocupa cada uma delas muda sempre que o time marcar um ponto – exceto se esse ponto for o chamado “ponto de saque”, marcado pelo time que sacou na mesma jogada em que o saque aconteceu.

Quadra de voleibol: posição dos jogadores

Se o time do lado direito pontuar, por exemplo, o jogador que estava na posição número 1 passa para a posição número 6, o que estava na posição número 5 passa para a 4 e assim por diante, sempre em sentido horário.

Posicionamento mudar posição rotação jogadores quadra voleibol

E que tal conhecer melhor também as linhas e limites?

Linhas limites zona saque defesa ataque quadra voleibol

Continue a leitura! Abaixo, você encontra uma lista com todas as regras que precisa conhecer para ir ainda mais a fundo na prática.

14 principais regras do voleibol

Tome nota.

  1. A quadra de vôlei é dividida ao meio por uma rede.
  2. Cada equipe pode ocupar apenas o seu lado da quadra.
  3. Uma partida de vôlei pode ter até 5 sets.
  4. Não existe tempo predefinido para cada set.
  5. Intervalos entre os sets duram três minutos, de acordo com as normas da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV). O tempo pode ser alterado em partidas televisionadas.
  6. Não tem segredo em como é feita a contagem de pontos no voleibol: um set termina quando uma das equipes marca 25 pontos e tem dois pontos a mais do que o time adversário. Um set empatado em 24 x 24 continua sendo jogado até que uma das equipes alcance os dois pontos de diferença da outra.
  7. Se cada equipe vencer dois sets, será necessário jogar o quinto set (tie-break). Ele termina quando um dos lados marca 15 pontos e tem vantagem de dois em comparação ao outro lado. Empate 14 x 14 é o mesmo que empate 24 x 24.
  8. Quantos toques pode dar no voleibol? Cada time só pode tocar a bola três vezes depois que ela é sacada. Um jogador não pode tocar a bola duas vezes seguidas.
  9. O saque pode acontecer em até oito segundos depois do apito do juiz.
  10. Se a bola é sacada pela equipe do lado esquerdo e desvia no bloqueio da equipe do lado direito, que fica bem próximo à rede, o desvio não conta como um toque. Então, a equipe que recebe a bola sacada pelo outro time pode dar até outros três toques para repassá-la novamente ao outro lado ou tentar pontuar. Isso vale especificamente para o vôlei de quadra.
  11. Se o time marca o ponto na mesma jogada (rally) em que começou sacando, a pessoa que está no saque não muda de posição.
  12. Agora, se o ponto vem para a equipe, mas quem sacou foi o time do outro lado, aí sim as posições precisam ser trocadas, seguindo o rodízio.
  13. Se quem joga para uma equipe atravessar – mesmo sem querer – para o outro lado da quadra, o time do outro lado pontua e o jogo recomeça com saque da equipe que teve o campo invadido.
  14. Se um time manda a bola para fora dos limites da quadra, acaba não conseguindo fazê-la passar para o outro lado da rede e/ou a deixa tocar na rede, o ponto vai para o outro time.

Atenção! O quarto toque na bola e toques mais longos que transmitem a impressão de ela estar sendo, na verdade, carregada também dão o ponto para outro time. Sem mencionar as faltas.

O que não é permitido no vôlei?

São consideradas faltas dentro da modalidade: o mesmo jogador tocar duas vezes seguidas na bola, os atletas não ocuparem corretamente as respectivas posições, quem vai passar a bola ou atacar se apoiar em outro membro do time ou em algum objeto para fazer a jogada.

Conduzir a bola em vez de apenas tocá-la é igualmente proibido, assim como não seguir a ordem de quem saca e tocar a rede com o corpo.

Esse tipo de toque só não conta como falta quando o cabelo encosta acidentalmente na rede! A regra está definida pela Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) e requer uma arbitragem muito atenta.

Como é a arbitragem de um jogo de vôlei?

A arbitragem no vôlei é composta por primeiro e segundo árbitros, apontador e juízes de linha. O primeiro árbitro fica sentado na cadeira instalada na ponta da rede, o outro fica fora da quadra, em pé e perto da rede, sempre de frente para o primeiro.

O primeiro marca faltas, cuida dos posicionamentos e fica de olho nos toques na bola e nas invasões de quadra. O segundo árbitro, por sua vez, monitora todos os contatos dos jogadores com a rede ou com objetos fora de quadra e atua observando se a bola sai ou não dos limites de quadra, por exemplo.

O apontador fica em uma mesa também de frente para o primeiro árbitro e é o responsável por registrar e monitorar pontos, substituições, ordem de saque, início e fim dos sets, intervalos etc.

Os juízes de linha são, pelo menos, dois árbitros que ficam perto das linhas das laterais e do fundo da quadra e podem ser comparados aos bandeirinhas do jogo de futebol.

Esse pessoal fica de olho nos mínimos detalhes, viu? Eles estão atentos até mesmo para identificar se quem joga está vestido corretamente!

Qual o uniforme para jogar vôlei?

Se você for participar de um jogo de vôlei, prepare a mochila com:

  • camiseta;
  • shorts;
  • meias; e
  • calçado esportivo confortável, maleável e leve.

Os líberos usam meias e camisetas diferentes das do restante do time.

Com tudo acertado, terá chegado o momento da diversão (mesmo que exista uma competição também). Você já leu tudo sobre como se joga voleibol, então, conheça suas vantagens e explore algumas curiosidades do esporte antes de ir.

Quais os benefícios de jogar voleibol?

Seja amador ou profissional, o vôlei ajuda os atletas a desenvolverem mais força e velocidade, melhora o condicionamento tanto do coração quanto dos pulmões e, consequentemente, a aptidão cardiorrespiratória, além de ensinar muito sobre como lidar com outras pessoas, já que é um esporte coletivo.

A prática ainda contribui com mais qualidade de vida e melhora, inclusive, a saúde mental. Talvez por isso – entre outras razões – seja tão popular aqui no Brasil.

Qual a história do vôlei no Brasil?

O levantamento Sponsorlink, maior do mundo especializado em esportes, aponta que quase 90% dos brasileiros com 18 anos ou mais e que usam a internet têm algum nível de interesse por vôlei.

Segundo a pesquisa, a modalidade é uma das mais praticadas do país e a quantidade de jogadores envolvidos no voleibol quase que equivale a de corredores de rua, pessoas que andam de bicicleta ou jogadores de futebol.

Dos internautas brasileiros entrevistados:

  • 19% praticam vôlei
  • 21% correm (corrida de rua)
  • 22% andam de bicicleta
  • 22% jogam futebol

A atividade existe oficialmente em território nacional desde 1951, mas só ganhou fama e passou a pertencer aos principais eventos esportivos do Brasil a partir da participação da Seleção nas Olimpíadas de Tóquio de 1964.

Aliás, por falar em Olimpíadas, as seleções masculina e feminina já conquistaram, juntas, cinco medalhas de ouro nesse grande evento. Para os homens, os prêmios vieram em 1992 (Barcelona), 2004 (Atenas) e 2016 (Rio de Janeiro). Para as mulheres, em 2008 (Pequim) e 2012 (Londres).

E pensar que tudo começou muito antes, em 1895, na Associação Cristã de Moços, nos Estados Unidos!

4 curiosidades sobre o voleibol

Se você é do time que ama ter sempre uma curiosidade para compartilhar, talvez goste de saber que...

  1. O vôlei surgiu em 1895 e foi criado por um diretor de Educação Física da Associação Cristã de Moços – EUA.
  2. A bola de vôlei de antigamente era muito diferente da atual! Lá nos primórdios da modalidade, ela era, na verdade, uma bola de basquete coberta com couro.
  3. As quadras já foram menores. Antes, elas tinham 15 metros de comprimento e, hoje, têm 18. A largura também aumentou de 7,6 para 9 metros.
  4. As redes já foram mais baixas e curtas.

Qual a altura da rede de voleibol masculino e feminino?

No começo, elas ficavam a menos de 2 metros do chão e tinham um pouco mais de 8 metros de comprimento. Hoje, são colocadas a 2,24 m de altura nos jogos com times femininos e mais de 2,4 metros nos jogos com equipes masculinas. Todas medem entre 9,5 e 10 metros de comprimento.

Você sabia?

Lembre-se de que tudo o que você leu neste artigo diz respeito ao vôlei de quadra e que o vôlei de praia conta com algumas regras diferentes, por isso, merece ser estudado em separado. Para se aprofundar ainda mais no assunto tratado aqui, consulte o livro de regras da própria CBV e pratique, afinal, é praticando que se aprende!

Acesse a plataforma da Atletis para encontrar o evento ideal para você ou organizar um.

Material enviado com sucesso!

Em alguns instantes você vai receber os materiais na caixa de entrada do seu e-mail. Caso não receba, lembre-se de conferir o SPAM ou Lixo eletrônico.

O que você achou do post?

39 Respostas

Deixe seu comentário