Posso comer batata doce depois de um treino?

A resposta é sim. A batata doce é um carboidrato com excelentes propriedades e, se combinada com a proteína certa, forma um poderoso lanche pós-treino.

batata doce pós treino

O mundo fitness todo já sabe (e sabe, também, até mesmo, quem está fora dele): batata doce no pós-treino, juntamente com ovo e frango são os ingredientes, de longe, mais famosos para recuperar o corpo depois do treino.

E tem fundamento: a combinação de carboidrato mais proteína fornece ao corpo todos os nutrientes necessários para a recuperação muscular, evitando câimbras, espasmos e demais lesões, que podem vir a comprometer o desempenho do atleta, nos próximos treinos.

A batata doce, por exemplo, é um tipo de carboidrato que pode ser encontrado facilmente durante o ano todo, o que, além dos benefícios que veremos a seguir, já entrega uma vantagem ao atleta, pois esta deliciosa fonte de nutrientes estará sempre disponível.

Observe a quantidade de sais minerais que podem ser encontrados na raiz:

  • Ômega 3;
  • Ácidos graxos;
  • Magnésio;
  • Fósforo;
  • Potássio;
  • Sódio;
  • Zinco;
  • Vitaminas A, B, C (que atuam contra os radicais livres, por exemplo), além de vitamina K e E.

Cada sal mineral tem um importante papel na recuperação muscular, muitos deles para evitar o acúmulo de ácido lático, o que causa aquela dorzinha incômoda depois do treino.

Ingerir quantidades adequadas de comida de verdade é o que irá entregar para o seu corpo o que ele precisa: e ele vai se virar sozinho. O atleta não precisa ficar obsessivo querendo saber o que cada ingrediente contém ou não.

Mas, a título de curiosidade, pode-se afirmar que a batata doce é um carboidrato que, além dos elementos citados acima, possui betacaroteno (ótimo para prevenir muitas doenças crônicas) e antocianina, composto que atua como antiinflamatório para a pele.

Sobre as quantidades diárias do que uma pessoa precisa ingerir, pode-se dizer, ainda, considerando uma batata doce de tamanho médio, se consumida inteira:

  • A batata doce possui mais do que é recomendado por dia de Vitamina A;
  • Quase ⅓ do que o recomendado de ingestão de Vitamina C;
  • Quase 15% do recomendado para ingestão diária de fibras;
  • Contém 10% do que é recomendado para consumo de potássio.


Contudo, a ajuda de nutricionistas é fundamental, pois eles poderão ajudar a calcular estas quantidades adequadas de cada alimento recomendada para cada atleta, porque cada um terá seu gasto energético, de acordo com a frequência e tipo de esporte praticado.

Ou seja: não é porque a batata doce contém todos estes nutrientes que ela deve ser consumida inteira - ou sozinha, sem combinação com outros ingredientes. E é aí que a combinação de proteína + carboidrato, é essencial.

E, como dito no começo da leitura, o ovo ou o frango tornam este combo muito poderoso - e bem famoso!

Que tal uma batata doce com cottage?

Este poderoso combo (batata doce com ovo ou frango - ou, até mesmo outro carboidrato com outra proteína) fornece elementos de cura para as microlesões que ocorrem na musculatura, no pós-treino. E, não se assuste com o nome: a microlesão é o processo inflamatório que faz o músculo crescer, ou seja, apresenta como resultado a almejada hipertrofia da maioria dos atletas.

E, mesmo que hipertrofia muscular não seja o seu objetivo, as microlesões acontecem de maneira natural, quando o atleta força os músculos - e todos os esportes forçam-nos.

O que o combo batata doce + proteína faz é, em termos mais técnicos, aumentar o processo de criação de glicogênio do corpo, ou seja, a combinação de moléculas de glicose que irão ajudar o músculo a sarar as microlesões.

Entendeu por qual motivo a fama da batata doce no mundo fitness é verdadeira? Agora que você leu este texto, pode afirmar com fundamento: batata doce no pós-treino pode, sim (mas é importante consultar um nutricionista para indicar as quantidades corretas para auxiliar o processo, e não atrapalhar).

Material enviado com sucesso!

Em alguns instantes você vai receber os materiais na caixa de entrada do seu e-mail. Caso não receba, lembre-se de conferir o SPAM ou Lixo eletrônico.

O que você achou do post?

9 Respostas

Deixe seu comentário