Qual a distância de uma maratona?

A maratona é uma competição com alguns diferenciais em relação às outras corridas. Conheça essas diferenças ao continuar a leitura.

Distância maratona

Se você está pensando em participar de uma maratona ou em organizar uma competição dessa modalidade, precisa entender como funciona este esporte e, para isso, nós trouxemos curiosidades e informações imprescindíveis para auxiliar nesta caminhada.

Você sabia que a maratona que conhecemos hoje existe em homenagem a um soldado grego chamado Pheidippides?

E que, segundo a lenda, este soldado correu uma distância gigantesca de aproximadamente 40 km, após uma batalha, para avisar a sua cidade natal sobre a vitória deles na guerra? Interessante, não é mesmo?

Em 1896, a prova foi realizada pela primeira vez nos jogos olímpicos de Atenas e desde então vem sendo disputada em todos os cantos do mundo. Anualmente, mais de 800 maratonas são realizadas, sendo considerada Berlim, Londres e Boston as mais populares.

Mas você sabe a diferença entre os tipos de corridas esportivas, tais como as corridas de rua (lembre-se da famosa Corrida de São Silvestre, em SP) e de uma maratona?

A resposta é simples: a diferença está na distância percorrida. As corridas de rua variam a distância do percurso, de acordo com o estilo da corrida e o local em que será disputado, podendo ser, por exemplo, com:

  • 5 km;
  • 10 km;
  • 15 km.

E a maratona, qual é a distância?

Para ser considerada uma prova de maratona, a distância é de, obrigatoriamente, 42.195 km. Isso mesmo: 42 mil e 195 metros, regra estipulada pela IAAF.

A IAAF (International Association of Athletics Federation), na tradução Federação Internacional de Atletismo, é o órgão responsável pelo esporte e pelo atletismo, sendo responsável por controlar e organizar:

  • as regras e normas das competições;
  • padronização de equipamentos; e
  • controle dos recordes mundiais.

Vale dizer que existem, também, as meias maratonas, que possuem um distanciamento de 21.097 km, ou seja exatamente a metade de uma prova completa.

Geralmente as competições ocorrem em estradas planas e sem interrupções, para que possa ser registrada de acordo com as normas da federação.

Quais as regras de uma maratona?

Medição

Se você está lendo este artigo com o intuito de organizar uma maratona, anote esta regra no seu checklist para o evento.

Isto porque a medição é uma norma muito importante, que deve ser seguida à risca, para que a Federação Internacional de Atletismo possa legalizar o evento, ou seja, legalizar a possível quebra de um novo recorde.

Seria sensacional ser organizador de uma maratona em que haja quebra de recorde nacional (e até internacional), né?

Os fiscais responsáveis pela medição devem acrescentar um metro a mais a cada 1 km percorrido, para que seja reduzido o risco de falhas que podem ocorrer durante a medição e fazendo com que nada interfira na distância final.

A cada 1 km deve-se também posicionar marcações para que os atletas consigam ter noção em que ponto da prova estão, para se localizarem melhor.

Duração

A duração de uma prova geralmente é estipulada em seis horas. No entanto, existem atletas mais preparados, que conseguem finalizar a prova em menos tempo, como o queniano Eliud Kipchoge, que finalizou a maratona em 2 horas 01 minuto e 39 segundos, em Berlim, em 2018.

Existem também alguns países que aumentaram essa duração para oito horas e, após o final deste tempo, as ruas voltam a ser transitadas normalmente.

Caso houver, ainda, competidores sem finalizar a prova, os mesmos não terão seus tempos marcados.

Piso

A IAAF diz que o trajeto precisa ser realizado em estradas lisas, não podendo ser realizado em solos macios, tais como grama, areia ou algo parecido. Contudo, a linha de início pode estar localizada dentro de uma pista de atletismo.

Existem algumas competições que não seguem este regulamento e a federação deixa claro que, nestes casos, nenhum recorde pode ser elegível.

Aviso de largada

O aviso de largada precisa ser realizado ao disparo de uma buzina, além de que, no caso de haver um número grande de competidores, é preciso ser feito disparos com a buzina com intervalo de tempo antes da largada.

Estes avisos precisam ser feitos a cada cinco minutos, três minutos e um minuto, antes da buzina inicial marcar, definitivamente, o começo da prova.

Segurança

É preciso manter os atletas e toda a organização em segurança, durante todo o trajeto da prova, que deve ser fechado e fiscalizado para que nenhum veículo motorizado possa entrar, invadir ou transitar no percurso onde os corredores estarão competindo.

Lembre-se que, por se tratar de uma longa distância, é comum que a corrida ocorra nas ruas das cidades.

Altimetria

A altimetria é a regulamentação mais rígida da Federação Internacional de Atletas e diz respeito aos desníveis na pista.

De acordo com as normas que definem o desnível do trajeto da competição, permite-se que o desnível seja de 1/1000m (metros).

Porém, como no caso da Maratona de Boston - a maior competição dos Estados Unidos - esta exigência não é seguida e o desnível do percurso difere bastante do permitido.

O que acontece, neste caso, é o mesmo citado acima: a prova ocorre normalmente, porém nenhum recorde pode ser considerado e validado nesta competição.

Hidratação

Obrigatoriamente deve-se organizar a hidratação de atletas a cada 5 km, disponibilizando pontos para que:

  • seja oferecida água;
  • tenha possibilidade de descanso; e
  • entrega de esponjas molhadas, para auxiliar os atletas a se refrescarem durante a competição.

Isso tudo, principalmente, em cidades onde as temperaturas podem ser consideradas relativamente altas, como no caso da Maratona do Rio de Janeiro, tida como uma das provas mais desafiadoras por causa do clima.

Saída do percurso

Um competidor pode pedir para sair do percurso estipulado para a prova, porém ele deve receber supervisão de um funcionário da competição e deve, ainda, receber permissão para que possa desviar o trajeto.

Claro que este desvio não pode comprometer a distância total obrigatória e, caso comprovado que o participante não percorreu os exatos 42.195 km, ele será desclassificado.

Recorde

Assim como explicado anteriormente, nenhum recorde pode ser validado, caso o evento não esteja cumprindo todas as regulamentações impostas pela IAAF.

Outras regras estipuladas

Altos padrões na organização do evento esportivo

A IAAF estipula que as sinalizações durante a competição devem ser executadas de forma correta e clara.

Por exemplo, é preciso sinalizar o local de início e de chegada, assim como isolar todo o percurso para que outras pessoas não invadam a pista e atrapalhem quem estiver competindo.

Suporte completo das autoridades

A organização deve fornecer toda assistência médica possível, assim como deve disponibilizar acompanhamento de policiais e seguranças durante todo o percurso de corrida.

Uma viatura policial e uma ambulância devem estar disponível para uso dos atletas durante toda a prova.

Normalmente, estes carros acompanham os maratonistas com duas viaturas atrás e duas na frente, para que o atendimento possa ser feito o mais rápido possível quando necessário.

Medidas concretas e decisivas na luta contra o doping

Nesta regra, é preciso um pouco mais de atenção: as consequências podem ser mais severas, em caso de resultados positivos ou nos casos comprovados de adulteração nos testes, pelos atletas.

Os exames devem seguir as normas do Comitê Olímpico Internacional (COI) e todos os maratonistas precisam realizar os testes.

Em caso de confirmação de que o atleta utilizou algo ilícito ou algum medicamento proibido pela lista de antidoping do COI, ele deverá ser desclassificado da maratona e deve, ainda, ser impedido de participar de qualquer evento autorizado pela IAAF.

Total organização dos atletas

Esta norma abrange todo o evento e por isso deve ser realizada com cuidado. É preciso cuidar dos testes de antidoping.

Além de verificar os formulários preenchidos pelos participantes, averiguar se todos os competidores estão com seus documentos em dia (principalmente, os estrangeiros, que devem estar em situação legal no país da competição).

Ufa! Com tantos regulamentos, parece difícil que exista tantas maratonas ao redor do mundo não é mesmo? Mas as exigências não impedem o amor dos atletas por esta modalidade, inclusive no Brasil, onde estão espalhadas.

E, para ajudar na sua escolha, nós trouxemos as quatro maiores maratonas brasileiras.

Quais as maiores maratonas do Brasil?

Maratona de Porto Alegre

Conhecida por ser a prova mais rápida do país. O motivo? O percurso e a pista, que são totalmente planos, o que facilita a prova para os atletas.

Maratona do Rio de Janeiro

O grande desafio desta competição no Rio é o calor. As altas temperaturas dificultam um pouco a competição. Por outro lado, o percurso é realizado beirando o mar. Nada mal correr 42,195 km com a vista das praias do Rio, certo?

Maratona de São Paulo

Realizada no mês de abril, São Paulo recebe o maior número de atletas estrangeiros que visitam o Brasil para competirem e buscarem um recorde.

Os maiores atletas estrangeiros que chegam na cidade para participar do evento são os quenianos, sendo que alguns deles já deixaram seus recordes registrados por aqui.

Maratona de Foz do Iguaçu

Conhecida por ser a mais bela e a mais desafiadora das maratonas brasileiras. Isto porque a prova ocorre em estradas cheias de subidas e descidas, mas, para compensar o desafio, a linha de chegada acontece dentro do parque, de frente para as Cataratas, imagine só que vista!

Agora que você já conhece um pouco sobre esta modalidade, é só escolher a mais adequada para o seu estilo e se desafiar! Boa Sorte!

Material enviado com sucesso!

Em alguns instantes você vai receber os materiais na caixa de entrada do seu e-mail. Caso não receba, lembre-se de conferir o SPAM ou Lixo eletrônico.

O que você achou do post?

2 Respostas

Deixe seu comentário