Jejum intermitente e academia: o que você precisa saber

Você, com certeza, já ouviu falar no jejum intermitente e a solução que pode ser para a queima de gordura. Mas, como ele funciona no corpo de um atleta que treina diariamente? Tire as principais dúvidas neste artigo!

Jejum intermitente e academia

Se você costuma estar atento às atualidades do mundo fitness, já deve ter lido em algum lugar ou ouvido falar no jejum intermitente. Ele não é como as dietas tradicionais, mas está cada vez mais popular entre quem deseja perder peso.

A técnica consiste em passar um longo período sem se alimentar, fazendo o corpo utilizar os estoques de gordura para produção de energia, causando o emagrecimento. Lendo assim pode parecer muito simples, mas precisa de alguns cuidados.

O jejum intermitente para atletas necessita de ainda mais precauções, pois durante qualquer atividade física o nosso organismo utiliza a energia que vem das refeições. Ou seja, é preciso redobrar a atenção para não acabar perdendo músculo durante o treino.

Lembre-se de que qualquer ação que possa modificar sua rotina de exercícios, o seu corpo é o receptor das consequências, por isso qualquer mudança deve ser acompanhada por um médico, supervisor de educação física e nutricionista.

Ficou interessado? Então vamos tirar algumas dúvidas de quem deseja unir o jejum intermitente com academia.

Qualquer pessoa pode treinar em jejum?

O ideal é que apenas pessoas que já praticam atividades físicas realize o jejum antes dos treinos. Pessoas sedentárias, se quiserem aderir, devem estar sempre acompanhadas por um profissional de educação física.

Ainda existem as pessoas que não podem realizar o jejum intermitente, como:

  • pessoas abaixo do peso;
  • gestantes e lactantes;
  • portadores de doenças crônicas;
  • crianças;
  • adolescentes; e
  • idosos.

Quanto tempo de jejum antes do treino?

A média recomendada é passar de 6 a 8 horas sem se alimentar antes do treino. Por exemplo, se você não almoçou e vai treinar à noite, já está realizando o treino em jejum.

Já o jejum intermitente é aquele que você passa de 12 horas sem realizar uma refeição, por isso apenas pessoas que possuem experiência em jejuar e tenham o hábito de praticar exercícios devem fazê-lo.

Lembre-se de só manter o jejum intermitente e academia em dias consecutivos, caso esteja preparado para isso e se sinta bem. Caso apresente qualquer sinal de mal-estar, deve interromper o jejum.

Quais exercícios fazer em jejum?

Os exercícios mais indicados para realizar durante o jejum intermitente são: caminhada, natação, ciclismo e corrida, conhecidos também como atividades endurance.

Para quem está começando a treinar em jejum, o certo é sempre optar por um treino mais leve e de baixa intensidade.

Treinos de alta intensidade e de explosão de força, que precisam de energia com resposta imediata, não têm o jejum recomendado. Sempre escolha atividades de níveis moderados e baixos.

O jejum pode alterar a performance?

Sim, o jejum vai alterar a performance, principalmente em exercícios moderados ou de maior duração, deixando com a sensação de fraqueza. Depois de um tempo, o corpo pode se adaptar, mas isso demanda um longo prazo de treinos crescentes.

Atletas que fazem jejum intermitente há muito tempo, por exemplo, podem sentir um lado positivo, pois o corpo realiza adaptações fisiológicas e passa a utilizar a gordura durante a atividade física, poupando o glicogênio.

Treino em jejum é eficiente para queimar gordura?

A resposta é sim. Muitos estudos têm demonstrado que, quando estamos em jejum, temos menos reserva de glicogênio devido a falta da refeição. Com isso, o organismo passa a utilizar a gordura como combustível, gerando o emagrecimento.

Ainda assim, ao sair do processo constante de jejum, a tendência é recuperar o peso perdido com risco de adquirir maior sobrepeso. Além disso, realizar treinos em jejum em excesso pode fazer o corpo passar a utilizar massa muscular, por isso é importante sempre estar acompanhado de um profissional.

Para fortalecer a mensagem inicial, lembre-se sempre que o jejum intermitente é uma prática que não pode ser feita por qualquer pessoa e, para as que pretendem realizá-lo, é indispensável o um acompanhamento médico, principalmente se pretende fazer exercícios físicos.

Material enviado com sucesso!

Em alguns instantes você vai receber os materiais na caixa de entrada do seu e-mail. Caso não receba, lembre-se de conferir o SPAM ou Lixo eletrônico.

O que você achou do post?

0 Respostas

Deixe seu comentário