10 dicas para queimar gordura abdominal

Saiba o que você pode fazer para conquistar a queima de gordura abdominal e aquele abdômen mais sarado.

Queima de gordura abdominal

A queima de gordura abdominal é o sonho de muita gente, sendo que, às vezes, até mesmo quem não tem desejo de manter o resto do corpo malhado, sonha com um abdômen definido.

Aliás, isso não é nenhum motivo para críticas. Ao contrário: nossos órgãos vitais estão localizados mesmo nessa região e é importantíssimo ter pouco percentual de gordura por ali. É uma questão de saúde.

E, sendo uma questão de saúde, precisamos informar que não há milagres e nem fórmulas mágicas, pois é preciso adequar o estilo de vida como um todo, especialmente com foco em dieta e atividade física regular.

Mas, mesmo não tendo milagre, é possível, sim, acelerar o processo de emagrecimento e composição abdominal e nós separamos 10 dicas, divididas em dois blocos, como já falamos: dieta e atividade física.

Foco na saúde e vamos trincar a barriga?

Como queimar gordura abdominal

O sonho de muita gente faz parte de uma rotina com hábitos saudáveis, como dieta balanceada e atividade física regular, que pode - e deve, nesse caso - ser focada nessa região do corpo.

Alguns exercícios para queimar gordura abdominal são super fáceis de realizar e, arriscamos dizer, que já fazem parte da sua rotina de treinos.

Quanto aos alimentos que queimam gordura abdominal, a história já é um pouquinho mais diferente, tendo em vista que nenhum alimento, sozinho, tem esse poder. Mas uma dieta balanceada, que inclua as dicas que passaremos a seguir, certamente irão ajudar.

Corte o açúcar

Você não precisa - e nem deve - deixar de comer frutas e outros alimentos naturalmente adocicados, mas é de extrema importância cortar o açúcar da sua dieta.

Os alimentos superindustrializados costumam conter grandes quantidades desse ingrediente, pois atua como conservante. Desse modo, cuide até mesmo com os rótulos de alimentos supostamente saudáveis, como as barrinhas de cereais.

Diminua a quantidade de álcool

Beber álcool com frequência é uma das principais razões de um abdômen não tão sequinho, pois nas bebidas alcoólicas existem muitas calorias chamadas de "vazias".

Deixe as bebidas para datas comemorativas e, mesmo assim, tente focar em apenas uma ou duas taças. Redução de estresse é um dos motivos mais alegados para justificar as taças de vinho ou copos de cerveja no dia a dia, mas considere outros meios de aliviá-lo.

Redução de estresse e ansiedade

Por falar em estresse, o cortisol é um hormônio liberado, nesses casos, pelo seu corpo e ele é responsável pelo ganho de gordura.

Além disso, a ansiedade pode levar a um consumo alimentar desenfreado, com foco especial em açúcar, gordura e sal (especialmente se considerarmos a facilidade dos ultraprocessados).

Qualquer atividade física (inclusive as que sugerimos mais para frente), meditação e terapia são outras "ferramentas" não alimentares que vão ajudar a diminuir o estresse e evitar a ingestão de maus alimentos, em momentos em que você não esteja com fome, só para falsamente acabar com a ansiedade.

Dieta rica em proteínas

Aumentar o consumo de proteínas ajuda o corpo a queimar gordura, pois liberam um hormônio chamado PYY, que manda uma mensagem para o seu cérebro, indicando saciedade.

Importante destacar que nem todo carboidrato é vilão, pois o corpo precisa deles para a energia das atividades básicas do dia a dia. Opte pelos naturais, trocando arroz branco, por exemplo, por uma batata.

Para saber as quantidades adequadas para suas necessidades, é importante consultar um nutrólogo ou nutricionista

A cor das boas gorduras

Assim como nem todo carboidrato é vilão, nem toda gordura. Com as gorduras, o assunto também se repete, ou seja, elas são também essenciais para a saúde do ser humano.

É por isso que podemos classificar a gordura que temos em nosso corpo como: a branca, a marrom e a visceral. A visceral, quando em excesso, faz extremamente mal para os órgãos vitais, mas em baixas quantidades não é de toda ruim.

A gordura branca é essa que é mole, e é a que queremos eliminar do nosso abdômen. Já a marrom é a mais importante e que, inclusive, ajuda no emagrecimento.

Para ativá-la, é importante consumir alimentos com ômega-3 (encontrado em peixes e castanhas, por exemplo) e praticar exercício físico regularmente para ativar essa gordura que, segundo os estudos, ajuda a queimar a gordura branca.

Durma bem

Uma boa noite de sono pode fazer melhor para a sua saúde do que você imagina: ao proporcionar o devido descanso para seu corpo, durante o sono, você permite com que seu corpo reabasteça os níveis hormonais, essenciais para um funcionamento saudável do corpo.

Portanto, dormir muito pouco pode não ser tão interessante como dizem por aí, pois, uma vez que os hormônios não estejam regulados, o aumento de gordura na região da barriga pode acontecer com mais facilidade.

Exercícios de resistência

Lembra que falamos sobre a gordura marrom, que ajuda a quebrar a gordura branca no nosso organismo?

Estudiosos descobriram que essa gordura boa, presente nas pessoas mais magras, pode ser estimulada através de exercícios de resistência, aqueles em que a gente treme, como a prancha abdominal, considerada um excelente exercício para perder a barriga.

E sabe por qual razão isso acontece? É que ao ficar na posição da prancha, por exemplo, a gente começa a tremer e a gordura marrom, que tem a função de manter nosso corpo aquecido, entende que estamos em situação de frio.

E aí, a coisa toda acontece: ao ser liberada, para nos aquecer do frio, ela queima a gordura branca.

Musculação

Outra excelente atividade é a musculação, com o objetivo de aumentar a massa magra (os músculos). Isso porque os músculos começam a crescer, ocupando (e queimando) o local da gordura.

Além disso, como falamos no item anterior, é importante a sensação de "tremedeira" para estimular nossa gordura marrom e o treino de musculação muitas vezes faz isso.

Contudo, atente-se para contar com a ajuda de algum profissional, uma vez que há riscos de lesões, especialmente se você for iniciante na modalidade.

Vitamina D

Você já investigou seus níveis de vitamina D? Conforme a modernidade e as facilidades da tecnologia vão surgindo, nós paramos de ir para as ruas, onde podemos pegar sol e aumentar nosso "consumo" dessa vitamina.

Alguns estudos sugerem que pessoas mais magras possuem mais quantidade da vitamina no organismo, portanto uma dica é: exercite-se ao ar livre, mesmo que seja na sacada do seu apartamento. Alongue-se, estique-se, faça suas séries de abdominais.

Desencane: pare de se pesar todos os dias

Essa última dica vai de encontro a um estado de saúde mental saudável. Não se preocupe em excesso, caso os resultados demorem a aparecer, afinal você está buscando uma melhor qualidade de vida e não ganhos momentâneos.

Portanto, faça de tudo para criar hábitos mais saudáveis, incluindo atividades e alimentação o mais natural possível.

Você pode incluir termogênicos naturais para a queima de gordura na dieta, como o chá verde para queimar a gordura abdominal, mas não espere que eles façam milagre.

Agora que você tem excelentes dicas para focar numa melhor composição para sua barriga, é preciso entender que foram anos de hábitos repetidos que tornaram seu corpo como ele é hoje.

Entenda e seja gentil consigo mesmo no processo de mudar esses hábitos, que a consequência será um abdômen sarado e uma mente saudável durante o processo.

Considere os exercícios e a alimentação saudável aliados para chegar no resultado desejado e não os culpados pela demora. Afinal de contas, só você pode mudar suas escolhas.

Material enviado com sucesso!

Em alguns instantes você vai receber os materiais na caixa de entrada do seu e-mail. Caso não receba, lembre-se de conferir o SPAM ou Lixo eletrônico.

O que você achou do post?

14 Respostas

Deixe seu comentário