Aeróbico em jejum emagrece?

Você já ouviu falar das vantagens de realizar exercícios em jejum para emagrecimento? Descubra agora se essa prática, aliada ao aeróbico, realmente funciona.

Aeróbico em jejum

As buscas por formas de perder peso nunca param e uma das estratégias mais populares atualmente é o jejum, que consiste em não alimentar-se ou reduzir a alimentação diária durante um certo período de tempo.

Aliado a essa técnica, surgem milhares de outras tendências, principalmente envolvendo a prática de atividades físicas e os benefícios de executá-las sem alimentar-se ou racionando as refeições.

Uma dessas populares técnicas são os exercícios aeróbicos em jejum, com a promessa de que, assim, é possível perder peso mais rápido do que quando você come e vai fazer suas atividades físicas.

Quando procuramos informações a respeito do exercício aeróbico em jejum, descobrimos que não existe um consenso. Alguns criticam a ideia e outros a defendem, vamos descobrir juntos quem está certo!

O que é aeróbica em jejum?

A prática de aeróbica em jejum consiste em, logo após acordar, sem ingerir qualquer tipo de alimento, seja realizado de 30 a 60 minutos de exercícios com a ideia de que, dessa forma, seja possível perder peso de maneira mais eficiente.

Alguns exemplos de exercícios aeróbicos são:

E é claro, todos estes treinos trazem muitos benefícios para o corpo e para a mente quando possuem um acompanhamento adequado para o seu condicionamento físico. Já, unido ao jejum, o seu resultado é duvidoso, possuindo vantagens e desvantagens. Confira!

Vantagens do aeróbico em jejum

Os pesquisadores e estudiosos que defendem os exercícios aeróbicos em jejum dizem que a prática ajuda a eliminar gordura mais rapidamente.

Afirmam que isso acontece porque comer antes de exercitar-se aumenta os níveis de insulina, tornando a queima de gordura mais difícil para quem se alimenta antes de exercitar-se, pois a insulina é quem produz a energia.

Isso quer dizer que, com o corpo em jejum, existe menos glicose para queimar, tornando a gordura a fonte principal de energia que passa a ser o combustível de todos os exercícios.

Desvantagens do aeróbico em jejum

Mesmo que existam dois lados, um que defenda e outro que seja contra, o nutricionistas e educadores físicos são, na maioria, totalmente em discordância dessa prática.

Com os níveis de glicose baixos, a queima de gordura não será suficiente para dar energia para o seu exercício, fazendo os seus níveis de açúcar caírem ainda mais, dando início aos sintomas de fraqueza, pressão baixa e mais fome do que se tivesse comido alguma coisa antes do treino.

Outro detalhe é que, para que não haja perda de massa muscular, conhecida como catabolismo, é necessário utilizar suplementos, ou seja, o treino já deixa de ser 100% em jejum.

Mas, podemos chegar a conclusão que sim, aeróbica em jejum emagrece. Porém emagrece como qualquer exercício praticado junto com o jejum alimentar.

E a diferença é mínima, tão pequena que não vale a pena ter queda de performance, correr risco de saúde e passar mal por um resultado que pode ser o mesmo quando você come no pré-treino.

Lembre-se também que o acompanhamento profissional é necessário e indispensável neste caso, pois não é qualquer pessoa que pode praticar atividades em jejum, sendo totalmente proibido para diabéticos e hipoglicêmicos.

Antes de iniciar qualquer prática esportiva ou dieta, lembre-se da importância de ter o acompanhamento de um personal trainer e um nutricionista para analisar as suas condições físicas, sem colocar a sua saúde em perigo.

Material enviado com sucesso!

Em alguns instantes você vai receber os materiais na caixa de entrada do seu e-mail. Caso não receba, lembre-se de conferir o SPAM ou Lixo eletrônico.

O que você achou do post?

2 Respostas

Deixe seu comentário