Natação em águas abertas: como praticar com segurança?

Nadar em águas abertas, além de ser uma ótima atividade esportiva, pode estabelecer um contato incrível com a natureza, mas exige cuidados. Conheça algumas dicas de segurança essenciais para realizar a prática.

Natação águas abertas

Com certeza nadar em águas abertas é um prazer que todo mundo deseja - ou deveria - sentir.

O contato com a natureza, a sensação de liberdade e as belas paisagens são apenas alguns dos muitos atrativos que esse tipo de nado pode oferecer.

Diferente da piscina, que é um ambiente controlado, nadar em águas abertas traz uma variação grande de desafios como temperatura, vento, ondulações e corrente que influenciam no esforço e, é claro, na segurança do atleta.

Pensando nisso, preparamos algumas dicas para que você possa realizar a prática com mais segurança.

5 Dicas de segurança que você deve seguir

1.  Treine em águas abertas

Para que seja possível sentir conforto ao nadar em águas abertas, é necessário praticar nessas condições.

Por mais que haja imprevistos nesse tipo de nado, é importante que você monte um treino para começar a praticar e vá aprimorando, da piscina ao mar, para que todos os seus sentidos consigam reconhecer o estado do oceano.

Essa é uma dica excelente para começar a perder o medo de nadar ou ansiedade, sabendo lidar com a natureza e sem nadar com desespero por qualquer evento diferente do normal.

Lembre-se de nunca nadar em mar aberto sozinho: esteja acompanhado por um treinador ou um amigo e também avise familiares para onde está indo.

2.  Use protetor solar

Você irá se expor ao sol e, por isso, é importante estar preparado contra queimaduras que, além de causarem incômodo e dor, roubam energia do seu corpo.

Utilize protetor solar, pomada Hipoglós ou pasta d’água para evitar as inflamações e queimaduras de pele.

3.  Tenha um traje confortável

Existem dois tipos de trajes que podem ser utilizados para o nado em águas abertas: o maiô e o neoprene.

O maiô possui transporte fácil, é simples de vestir e retirar, não causa tanta irritação na pele e possui mais liberdade na movimentação.

Já o neoprene tem barreira térmica, aumenta a flutuabilidade, protege contra o sal e o sol, mas é um pouco mais difícil de ser vestido, pois é mais específico ao corpo do nadador em comparação ao maiô.

Ou seja, o neoprene é uma peça que funciona melhor quando mais justo, mas não pode ser muito apertado nem muito aberto, a ponto de possibilitar a entrada de água entre a pele e o tecido.

Por mais que o maiô proporcione mais praticidade, é o neoprene que trará maior adaptação às águas abertas e também aumentará os benefícios do nado.

É importante que, na hora da escolha, você leve em consideração o conforto, utilizando um traje que não machuque, incomode ou limite o seu corpo, sentindo firmeza e segurança na hora de nadar.

4.  Capriche na vaselina

A vaselina vai ajudar a evitar assaduras causadas pelo traje, por isso o ideal é passá-la em toda alça, axilas e em torno do pescoço.

Outras duas opções são a lanolina ou a banha animal, que criam uma proteção ainda mais intensa, contribuindo contra queimaduras de água-viva e colaborando para manter a temperatura corporal.

5.  Utilize o acessórios adequados

Os óculos de natação são importantes para manter os seus olhos secos e protegê-los de fatores externos, enquanto a touca para manter sua cabeça aquecida, seca, ajudar na flutuabilidade e, se for brilhante e colorida, também o torna visível para outras pessoas em embarcações ou surfistas, evitando colisões, além de ajudar a localizá-lo.

Para treinos, utilize os mesmos materiais adequados para piscina, como nadadeiras, de preferência as com pala longa, palmares e um snorkel central.

Estes itens irão ajudá-lo a melhorar o desempenho, mesmo que não possa utilizá-los durante a competição.

Itens como pull buoys, kickboards e outros itens flutuadores para natação em águas abertas não são necessários, já que podem mais atrapalhar do que ajudar.

As boias de natação em águas abertas podem e devem ser utilizadas para garantir a segurança em casos de câimbras e também para torná-lo mais visível na água.

Idade mínima e máxima para nadar

Sobre até qual idade pode participar da natação em águas abertas, a Federação Internacional de Natação (FINA) nada diz a respeito. Porém, a idade mínima é de 14 anos.

Acredita-se que o nado pode ser praticado pela terceira idade, enquanto houver disposição e boa saúde para realizar a prática de forma segura, especialmente se houver Corpo de Bombeiros e Salva-Vidas à disposição nas praias escolhidas.

Para competições, é necessário sempre ler as regras e observar a faixa etária aceita no evento esportivo.

Segundo a FINA, o nado em águas abertas deve ser definido como qualquer competição de nado que aconteça em rios, lagos, oceanos ou canais de água.

Material enviado com sucesso!

Em alguns instantes você vai receber os materiais na caixa de entrada do seu e-mail. Caso não receba, lembre-se de conferir o SPAM ou Lixo eletrônico.

O que você achou do post?

1 Resposta

Deixe seu comentário