Cicloturismo: 6 lugares para conhecer de bike

Já pensou em realizar um circuito turístico de bike tendo contato direto com a natureza? Conheça seis lugares em que o cicloturismo pode acontecer e te surpreender!

Cicloturismo lugar conhecer bike

Se você não deseja participar de competições e realizar as pedaladas de forma profissional, mas possui uma paixão por bike, deseja praticar o ciclismo e ainda quer conhecer novos lugares, pessoas e culturas, temos uma ótima dica para você: o cicloturismo!

Mas, afinal, o que é cicloturismo?

Cicloturismo é utilizar uma bicicleta como transporte em uma viagem, como forma de conhecer o lugar que visita. Independentemente de gênero, idade e experiência, qualquer pessoa pode praticar.

Para realizá-lo, é claro, é necessário criar um planejamento e levar em consideração os participantes do cicloturismo. Além de um roteiro com lugar, tempo de viagem e paradas, é fundamental instruir a respeito de equipamentos de segurança e saúde dos turistas.

Ou seja, cada roteiro terá um público específico. Mesmo que a prática possa ser realizada por qualquer tipo de pessoa, existem alguns lugares mais indicados para a experiência e idade do participante, respeitando os limites de cada um.

De um ótimo passeio para turistar até mountain bike para os mais acostumados com aventuras, o ciclismo e seus benefícios pode estar presente em diversos lugares que você nunca imaginou pedalar, oferecendo uma forma diferente de ter mais proximidade com a natureza.

Veja, abaixo, as dicas que preparamos de lugares para praticar cicloturismo.

Lugares para a prática do cicloturismo

Pensando em estimular o cicloturismo, preparamos algumas opções de lugares em que a prática é recorrente.

Alguns desses lugares oferecem um ótimo apoio de guias, com grupos de ciclistas (desde amadores até profissionais), enquanto outros locais podem ser explorados por você e seus amigos de forma livre com um planejamento adequado para o que deseja.

Confira!

1.  Circuito Vale Europeu

Bike vale europeu

Este percurso foi totalmente planejado para o cicloturismo. São 300 km de belas paisagens, cujo percurso dura cerca de sete dias, passando por nove municípios e podendo contar com a possibilidade de pernoitar em hotéis ou pousadas da região.

Além disso, o Circuito Vale Europeu é totalmente sinalizado, o que o caracteriza como self guided (auto guiado), sendo a principal escolha dos cicloturistas de toda parte do Brasil.

O circuito é em Santa Catarina e começa e encerra em Timbó, passando por Rio dos Cedros, Pomerode, Indaial, Ascurra, Apiúna, Rodeio, Benedito Novo, Dr. Pedrinho, Alto Cedro e Palmeiras.

Para quem não possui tanta experiência, ainda é possível contratar empresas de turismo que trabalham com projetos de cicloturistas.

2.  Cicloturismo em Barbacena

Bike em barbacena

O cicloturismo em Barbacena conta com 84 km que passam pela antiga Estrada de Ferro Oeste de Minas, um dos principais pontos históricos de Minas Gerais, local que auxiliou no crescimento do estado e do Brasil, além das lindas paisagens naturais.

O evento é realizado pela Prefeitura de Barbacena e apoiadores e acontece desde 2008, quando foi realizado pela primeira vez por um grupo de amigos ciclistas. Atualmente, o encontro ocorre anualmente como forma de passeio cheio de natureza e cultura.

3.  Cicloturismo Serra da Canastra

Bike serra da canastra

A Serra da Canastra é localizada também em Minas Gerais e disponibiliza muitas alternativas de roteiros para cicloturistas.

A abundância das belezas naturais possibilita conhecer pontos turísticos famosos, como a nascente do rio São Francisco, Garagem de Pedra e a cachoeira Casca D’Anta.

Para realizar o passeio, o ideal é procurar alguns dos muitos guias e empresas que disponibilizam esse tipo de trabalho, para percorrer a região da forma mais segura possível.

Para os mais experientes na modalidade de mountain bike, vale arriscar conhecer a região e criar o próprio roteiro.

4.  Parque Nacional Chapada dos Veadeiros

Bike chapada dos veadeiros

Localizado no nordeste do estado de Goiás, a região possui belezas naturais com uma imensa riqueza na fauna e flora, diversidade em cachoeiras e um lado misterioso que atrai milhares de pessoas anualmente.

Grande parte do caminho para o cicloturismo na Chapada dos Veadeiros é realizado em estrada de chão, com uma média de 300 km que podem ser percorridos e explorados de bike.

5.  Cicloturismo em Machu Picchu

Bike em machu picchu

Já pensou em conhecer outro país de bicicleta? Realizar o cicloturismo no Peru é possível e você pode entrar em um projeto ou contratar um guia especializado em roteiros de bike para as ruínas de Machu Picchu, por exemplo.

Imagine uma saída de Cusco, antiga capital do império Inca, onde você pedala através do maravilhoso Vale Sagrado dos Incas, encerrando o trajeto no santuário de Machu Picchu.

Ao percorrer do caminho, você ainda pode conhecer aldeias, povoados, sítios arqueológicos e apreciar uma beleza natural esplendorosa.

6.  Cicloturismo na Argentina

Bike na argentina

Outra região internacional que pode ser um ótimo alvo para os cicloturistas é a famosa Patagônia. Pedalar cercado por vastas planícies, montanhas, vales verdes e geleiras faz qualquer parque da região ser a visão do paraíso.

Percursos de cicloturistas são organizados por guias profissionais, não sendo indicado pedalar sozinho devido à imensidão da região.

Também não possui um trajeto indicado para iniciantes e, se você quiser arriscar praticar ciclismo por lá, o ideal é possuir pelo menos um período de experiência no cicloturismo e/ou mountain bike.

Para não esquecer!

Avalie o trajeto antes de fechar um contrato de cicloturismo, analisando as experiências, dificuldades e limitações que possui - e lembrando de sempre pedir instruções de equipamentos para pedalar com segurança.

O cicloturismo pode ser um momento único de contato com a natureza e união de trabalho em grupo.

É bem interessante prestigiar essa modalidade pelo menos uma vez na sua vida, para conseguir a sensação de aventura e liberdade que ela pode apresentar!

Material enviado com sucesso!

Em alguns instantes você vai receber os materiais na caixa de entrada do seu e-mail. Caso não receba, lembre-se de conferir o SPAM ou Lixo eletrônico.

O que você achou do post?

1 Resposta

Deixe seu comentário