Correr mais Rápido: 5 Dicas para cansar menos

Se você busca saber como correr mais rápido, confere as dicas que preparamos para melhorar o seu desempenho, cansando menos.

Correr mais rápido e com menos impacto

Quando você começa a correr, a fadiga e a respiração ofegante são apenas um sinal de que está saindo do sedentarismo e melhorando o condicionamento físico. Aos poucos, o corpo desenvolve resistência e, com o passar do tempo, o seu rendimento aumenta.

Claramente, você deve começar aos poucos, então não fique frustrado: treine, trabalhe a respiração, tenha postura e não desista.

Mas, depois que o corpo já tiver se adaptado aos exercícios, você pode querer dar novos passos, como participar de alguma maratona, por exemplo.

Aí, com certeza, você precisará saber como correr muito rápido, mantendo o fôlego adequado para isso.

A melhora em qualquer tipo de esporte demanda dedicação e, na corrida, isso não poderia ser diferente. Se você já é um corredor, deve estar se perguntando o que precisa fazer para que o seu desempenho melhore e, para isso, busca técnicas para correr mais rápido.

Parece ser muito difícil superar limites, certo? Mas, além da disciplina e determinação que você já aplica na sua atividade física, a gente vai te ajudar com cinco dicas infalíveis de como correr mais rápido e cansar menos, resultando em mais velocidade e maiores distâncias alcançadas.

1.  Respiração

A primeira dica para correr mais rápido é respirar corretamente, pois, assim, será possível aumentar a distância percorrida por você. A respiração dita como correta é aquela feita através do abdômen, e não pelo peito (tórax) que estamos habituados.

Pode ser difícil mudar esse costume, mas basta prestar atenção, concentrando e trabalhando essa mudança, aos pouquinhos, até que se transforme em algo natural.

Uma ótima sugestão é marcar a respiração por passos, por exemplo, de modo que a atenção se volte para três inspirações e três expirações.

Um detalhe importante é: não fume. Fumar diminui a sua capacidade respiratória e, automaticamente, irá diminuir muito a sua capacidade de corrida.

Caso seja fumante, é necessário saber que não se deve fumar uma hora antes e nem uma hora depois da corrida, pois os alvéolos do pulmão estão abertos e ávidos para absorver toda a nicotina.

2.  Alimentação

Alimentar-se de forma correta é uma preocupação de todos, mas, para os atletas, passa a ser uma preocupação ainda maior. Sendo a alimentação o combustível, o cuidado precisa começar antes de qualquer prática física e seguir até o pós-treino.

Sempre que possível, é válido seguir uma dieta balanceada, contemplando todos os nutrientes necessários para ter energia e nutrientes que irão sustentar o seu corpo.

Manter a ingestão de alimentos leves, duas horas antes dos exercícios, é de suma importância. Além disso, aposte sempre em carboidratos para gerar energia e beba água para manter a hidratação.

Evite ingerir bebidas alcoólicas até 24 horas antes do treino, para que esse consumo não influencie o seu metabolismo de forma negativa, como a absorção de carboidratos e rendimento cardíaco.

E, para quem dedica mais de 60 minutos à corrida, a suplementação é uma boa pedida, pois haverá mais energia e melhor recuperação dos músculos, no pós-treino.

Se o seu tempo de atividade física é maior e mais intenso, você precisa de mais nutrientes e, para isso, existem alguns suplementos específicos para corredores.

3.  Postura

Sim, a postura correta faz diferença, pois ajuda com que a sua respiração seja muito mais fácil. Então, mantenha sempre o tronco ereto. Com o tempo de corrida, o cansaço vai fazer com que o seu corpo curve-se.

Para isso, basta prestar atenção, ganhando consciência corporal que, aos poucos, a postura será aperfeiçoada, auxiliando a evitar lesões, dores e desgastes.

4.  Aquecimento e alongamento

Antes de iniciar o treino, siga uma rotina de alongamentos de, mais ou menos, 10 segundos por exercício para preparar a sua musculatura.
Depois da corrida, faça o mesmo, aumentando o tempo para uma média de 20 ou 30 segundos. O alongamento é fundamental para aquecer o corpo e evitar lesões.

5.  Treino

O aperfeiçoamento do rendimento depende de treino e, como já sabemos, a prática leva à perfeição. Aumente o seu ritmo aos poucos, de acordo com a sua capacidade e mantenha uma rotina que auxilie na melhora do seu desempenho.

Paciência e precaução

Se você está começando a correr agora, tenha calma: logo sua quilometragem e velocidade aumentam. Você vai conseguir.

Leve sempre em consideração a distância percorrida, pois corridas extensas cansam mais, diminuem o seu ritmo e podem colocá-lo em risco de lesão. Assim, reforçamos, comece aos poucos. Sempre inicie dando, no máximo, 80% do seu potencial e guarde 20% para o final da corrida ou da prova, para melhorar a finalização.

E lembre-se: descanse após o treino. Beba sempre muita água e mantenha o corpo saudável para dar continuidade à sua rotina de exercícios.

Material enviado com sucesso!

Em alguns instantes você vai receber os materiais na caixa de entrada do seu e-mail. Caso não receba, lembre-se de conferir o SPAM ou Lixo eletrônico.

O que você achou do post?

7 Respostas

Deixe seu comentário