Qual é o jeito certo de pisar durante a corrida?

Descubra como pisar corretamente para atingir um melhor desempenho na corrida e confira, ainda, dicas para melhorar a aterrissagem no solo.

Como pisar certo

Um fato que sempre acontecerá durante uma corrida - ou até de uma caminhada - é que haverá um impacto ao tocar o solo.

Porém, existe uma forma mais natural e com menos chances de lesões de absorver esse choque na aterrissagem.

Ao correr, é importante observar a entrada do pé na superfície, que pode variar entre uma pisada com o calcanhar, antepé (também chamado de médio-pé) e ponta do pé.

Esse tipo de atenção é necessária, pois, ao aterrissar, precisa ser levado em consideração que o seu pé está apoiando o peso em relação ao seu próprio corpo, emitindo uma força que deve servir para impulsionar.

E, infelizmente, não são todas as pisadas que favorecem um arranque capaz de tornar a corrida mais fluída. Por isso, vamos analisar cada tipo de entrada e descobrir juntos como pisar corretamente para ter um melhor aproveitamento no esporte.

Correr com o calcanhar

Pisar com o calcanhar tem suas desvantagens. O gasto de energia é superior e a sobrecarga maior pode ocasionar problemas sobre o tendão calcâneo, além de canelite, desgaste nos joelhos e outros desconfortos, dores e lesões.

Se você observar um pouso com o calcanhar, vai perceber que ele ocorre muito mais à frente do corpo, fazendo a força de reação do solo te jogar para trás, ou seja, o contrário do movimento pretendido.

Isso faz com que o seja necessário colocar ainda mais força para impulsioná-lo para frente, pois seu pé está fazendo um movimento de freio, não colaborando com uma corrida eficiente.

Correr com a ponta do pé

A ponta do pé, quando utilizada na corrida, é errada pelos mesmos motivos que a corrida com o calcanhar, pois também acontecerá à frente do corpo, o freando e impedindo que corra mais rápido.

Neste caso, além das possíveis dores e lesões no tendão calcâneo, canela e joelho, os ossos do metatarso, aquele dos dedos dos pés, também serão prejudicados.

Correr com o antepé (ou médio-pé)

Quando consideramos a técnica e o rendimento, a entrada do pé no solo com o antepé é a ideal porque acontece mais alinhada ao centro do corpo, absorvendo melhor o impacto que será distribuído de forma equilibrada para a musculatura.

Mas, como é pisar com o antepé?

Pisar com o antepé significa aterrissar no chão primeiro com a parte da frente do pé (“peito” do pé) e, a seguir, tocar o calcanhar no solo.

O segredo está em correr com o corpo ligeiramente inclinado para frente, o pé alinhado ao centro do corpo e a pisada com uma leve flexão do joelho, evitando os impactos lesivos.

Como consertar a pisada

Se a sua pisada não é com o antepé, no começo, precisará ter em mente como pisar certo, mas com a prática, a execução torna-se mais automatizada, natural e trará mais benefícios ao correr.

Para alcançar esse objetivo mais rapidamente:

  • corra descalço por três minutos, pois isso o ajudará a sentir melhor a posição do pé que é correta;
  • dê mais passos por minuto, aumentando a cadência e realizando uma transição com aspecto mais espontâneo;
  • fortaleça a panturrilha, pois o antepé exige mais trabalho deste músculo.

E treine! Sim, somente o treino será capaz de reeducá-lo para conseguir consertar a pisada e desenvolver a corrida o mais próximo do perfeito.

Lembre-se que esta forma de pisar - ao correr - não é uma regra, apenas uma forma de trazer mais benefícios para a prática esportiva, principalmente para quem deseja aprimorar a habilidade ao máximo.

Material enviado com sucesso!

Em alguns instantes você vai receber os materiais na caixa de entrada do seu e-mail. Caso não receba, lembre-se de conferir o SPAM ou Lixo eletrônico.

O que você achou do post?

1 Resposta

Deixe seu comentário