Beber água: importância, benefícios e quantidade ideal

Beber água deve ser um hábito do cotidiano, mas você sabe o porquê? Confira quantos litros devem ser ingeridos e se o consumo exagerado pode acabar engordando ou fazendo mal.

Beber agua

Beber água diariamente traz benefícios para o corpo humano, como regular o funcionamento do intestino, melhorar e fortalecer o crescimento dos cabelos e manter a pele saudável, por exemplo.

Alguns órgãos, como os rins, precisam de líquido para dissolver elementos que ficam retidos - cálcio e ácido úrico, são exemplos - formando pequenos pedaços de cristais, o que popularmente conhecemos como pedra nos rins.

Em outras palavras, quando uma pessoa ingere uma quantidade muito baixa de água, pode acabar desenvolvendo pedra nos rins por falta de líquido para dissolver as moléculas retidas.

Qual a importância de beber água?

Além das funções citadas acima, a água facilita o transporte de nutrientes e vitaminas pelo corpo. O baixo consumo dificulta essa tarefa, evitando que essas substâncias cheguem corretamente às células, deixando-as enfraquecidas.

O baixo consumo também interfere na densidade do sangue, pois quando ingerimos a quantidade indicada, a água passa a funcionar como um regulador da pressão sanguínea.

Por outro lado, quando não bebemos a quantidade ideal podemos ter quadros de desidratação crônica, que levam ao envelhecimento precoce e ao aparecimento de doenças alérgicas, como a asma.

Beber água é importante para equilibrar as funções do corpo humano, como desintoxicar o organismo, por esse motivo, é comum afirmarem que beber muita água emagrece, no entanto, não funciona bem assim.

Ingerir uma quantidade relativa de água diariamente não tem qualquer influência no peso corporal no sentido de eliminação de gorduras, assim como também não engorda.

Porém, o consumo ideal de água limpa o organismo eliminando as toxinas líquidas desnecessárias, resultando no desinchaço que pode ser confundido com perda de medidas ou de peso.

Mesmo que o consumo não interfira diretamente no emagrecimento, ingerir a quantidade de água mínima por dia pode auxiliar na redução do apetite, o que pode levar a uma diferença na balança.

Saiba que ingerir água diariamente é importante por vários aspectos diferentes entre os já citados nesse artigo, mas você sabia que manter-se hidratado pode influenciar na sua concentração?

A explicação é bem simples: quando não ingerimos água, o transporte de nutrientes e de oxigênio para as células fica comprometido, logo, sentimos uma queda de energia física, mas os efeitos não param por aí.

Esse transporte falho faz com que o sangue fique mais denso e dessa maneira as células não conseguem expelir os resíduos desnecessários e absorver as substâncias que precisamos.

Os resultados são sinais de fadiga, falta de concentração e dificuldade de raciocínio, sendo assim, é válido dizer que, para um dia produtivo, precisamos ingerir uma quantidade ideal de água.

Quais os benefícios de beber água?

Depois de entender um pouco sobre a importância da água no organismo, confira mais alguns benefícios abaixo:

  • regula a temperatura corporal;
  • facilita a absorção de nutrientes;
  • evita doenças;
  • regula o intestino;
  • combate acne, celulite e estria;
  • facilita a digestão;
  • diminui o inchaço;
  • aumenta a imunidade;
  • reduz a fome;
  • melhora a circulação sanguínea;
  • funciona como rejuvenescedor natural;
  • ajuda a dissolver substâncias ruins; e
  • essencial para os processos fisiológicos: absorção, digestão, excreção e assimilação.

Agora, você deve estar se perguntando: “quantos litros devo beber água por dia para conseguir ter esses benefícios?". A resposta é, em média, de dois a três litros diariamente.

Uma boa estratégia para conseguir ingerir essa quantidade, é investir no consumo de alimentos ricos em água, como melancias, laranjas, abacaxi, rabanete e couve-flor, por exemplo.

O que acontece se beber muita água?

Mesmo sabendo o quão importante é o consumo diário de água e que a falta dela pode ser prejudicial à nossa saúde, beber muita água também faz mal.

Quem não ingere a quantidade ideal de água pode ter uma desidratação, doença conhecida popularmente, no entanto, o que as pessoas não sabem é que o excesso de água pode gerar hiponatremia.

Esta doença ocorre quando o líquido ingerido em excesso dilui uma quantidade significativa de sódio, presente no corpo humano. A baixa de sódio no sangue pode afetar o funcionamento do cérebro, além de causar lesões permanentes no tecido cerebral.

Ressaltamos, então, que a quantidade ideal de sódio no sangue é de 135 mEq/L (miliquivalentes por litro).

Além disso, pessoas que sofrem com problemas cardíacos, por exemplo, tendem a ter uma piora no quadro, o mesmo para aqueles que possuem problemas nos rins.

Caso haja um exagero no consumo de água, os primeiros sintomas de hiponatremia serão: dores de cabeça fortes, desorientação, náusea, vômitos e falta de energia.

Em situações mais graves, podem acontecer convulsões, crises respiratórias e diminuição da frequência cardíaca.

Mas, calma! O excesso de água está relacionado a pessoas que costumam ingerir mais de um litro por hora ou atletas que praticam treinos intensos, maratonas e outras atividades físicas exaustivas e não repõem a quantidade de minerais perdidas.

Sendo assim, caso você consuma até cinco litros por dia, está tudo bem, desde que seja durante todo o dia, com intervalos para o corpo absorver e expelir a água ingerida.

Material enviado com sucesso!

Em alguns instantes você vai receber os materiais na caixa de entrada do seu e-mail. Caso não receba, lembre-se de conferir o SPAM ou Lixo eletrônico.

O que você achou do post?

4 Respostas

Deixe seu comentário