Aeróbico e Anaeróbico: qual a diferença?

A diferença entre as duas categorias vai além das aulas de biologia: entendê-las pode fazer com que a sua escolha seja mais acertada para o seu objetivo.

Aeróbicos e anaeróbicos diferença.

Se você ainda tem dúvidas sobre qual a diferença de exercícios aeróbicos e anaeróbicos, é preciso compreender que saber o que difere os dois estilos pode fazer com que a sua escolha por uma modalidade seja a mais correta para alcançar o seu objetivo.

É preciso, contudo, entender: não há modalidade pior ou melhor. Apenas aquela que vai te levar mais rápido a alcançar o resultado esperado.

Seja para competir ou para manter o compromisso de bem-estar com a saúde, a prática de exercícios físicos é um grande aliado - na verdade, quase uma tarefa fisiológica básica, como comer ou dormir.

O corpo precisa estar em movimento, da mesma maneira que precisa estar bem nutrido e descansado. Pensando nisso, outro fator biológico está diretamente ligado às modalidades de exercícios aeróbicos e anaeróbicos: a respiração.

O que é Aeróbico e Anaeróbico

Já demos a dica principal: a diferença reside na respiração - e em como ela influenciará na prática das atividades, tanto numa quanto noutra modalidade.

Atividades Aeróbicas

São as mais recomendadas para a perda de massa gorda, ou seja, para emagrecer. O termo "aeróbico" diz respeito à oxigenação do músculo.

Em outras palavras, é um tipo de exercício que requer mais atividade cardíaca, a fim de transportar o oxigênio para os músculos, durante a prática. Por isso já dissemos - e vamos repetir - que a respiração é fator essencial para uma execução perfeita das modalidades aeróbicas.

Para ilustrar, podemos dizer que são atividade aeróbicas, as seguintes modalidades:

  • Corrida;
  • Atletismo;
  • Caminhada;
  • Natação;
  • Futebol;
  • Vôlei;
  • Hidroginástica;
  • Dança;
  • Ciclismo.

Ou seja, é possível notar que as atividades aeróbicas são as que mais demandam cuidar e observar a frequência cardíaca, tendo em vista que é preciso acompanhar o ritmo cardiorrespiratório, mantendo a prática adequada.

Estas são as atividades que também possuem recomendações para começar devagar e ir aumentando o ritmo, durante o treino, com o objetivo de não ocorrerem sobrecargas. Um treino bem feito é mais importante do que um que vai queimar mais ou menos calorias.

Atividades Anaeróbicas

Estas são as atividades em que um grupo muscular é trabalhado por vez. Como é possível notar que as atividades descritas acima, pertencentes à categoria das aeróbicas, trabalham o corpo como um todo.

Já nas anaeróbicas, a respiração é diferente: é celular. Isso porque são atividades em que a intensidade é alta, mas são de menor duração. Além disso, elas conseguem trabalhar musculaturas isoladas.

Para ilustrar e ficar mais fácil o entendimento, vamos listar algumas atividades ditas anaeróbicas:

  • Musculação;
  • Pilates;
  • Yoga;
  • Sprints.

Este é um tipo de atividade recomendado para quem quer perder massa gorda (emagrecer) e, ao mesmo tempo, fortalecer a musculatura, ganhando, portanto, massa magra.

Exercício anaeróbico.

Nestas atividades, é interessante notar que o músculo continua trabalhando por até 2 dias depois de finalizado o treino. Ou seja: o oxigênio não é fator principal durante a execução dos movimentos, como nas atividades aeróbicas, mas, sim, os hidratos de carbono.

São estes os componentes que mantém a musculatura ativa, mesmo depois do término do treino. É o hidrato de carbono quem vai proporcionar condições para que as células respirem. É como se fosse o oxigênio das células. Esta é a principal diferença.

Explicadas as diferenças e o que são exercícios aeróbicos e anaeróbicos, se você precisar lembrar o que os difere, basta voltar às aulas de biologia, para recordar o que são organismos aeróbios e anaeróbios.

Os microrganismos aeróbios precisam de oxigênio para viver, enquanto os anaeróbios, não precisam. Lembrou? Tinha até macete para recordar disso na hora da prova: os "anaeróbios", pela própria origem do termo, e pelo prefixo "an", indica a negação do ar.

Agora é só associar: qual tipo de modalidade uma corrida ao ar livre é? Você precisa de mais oxigênio e controle respiratório ou não? Se sim, você está diante de um exercício aeróbico.

E aí, já sabia a diferença? Qual dos dois você pratica mais? Qual o seu objetivo?

Material enviado com sucesso!

Em alguns instantes você vai receber os materiais na caixa de entrada do seu e-mail. Caso não receba, lembre-se de conferir o SPAM ou Lixo eletrônico.

O que você achou do post?

2 Respostas

Deixe seu comentário